A adoção de Inventário Permanente


Regras a observar no sistema de inventário permanente

As entidades abrangidas pela aplicação do sistema de inventário permanente devem proceder às contagens físicas dos inventários com referência ao final do período, ou, ao longo do período, de forma rotativa, de modo a que cada bem seja contado, pelo menos, uma vez em cada período. Adicionalmente, estas entidades devem identificar os bens quanto à sua natureza, quantidade e custos unitários e globais, por forma a permitir a verificação, a todo o momento, da correspondência entre as contagens físicas e os respetivos registos contabilísticos. Entidades excluídas da obrigatoriedade de adoção do inventário permanente

Ficam excluídas da aplicação do sistema de inventário permanente:


  • as microentidades, considerando-se como tal aquelas que à data do balanço, não ultrapassam dois dos três limites seguintes:

Total do balanço: 350.000€

Volume de negócios líquido: 700.000

Número médio de funcionários durante o período: 10



  • Entidades que exerçam as seguintes atividades:

Agricultura, produção animal, apicultura e caça;